quinta-feira, 29 de junho de 2017

SÓ FALTOU A FOGUEIRA PRA SÃO JOÃO



Chita - foto Borba


"Nossa roça urbana fogueira não teve, mas teve rojão, casamento paçoca, milho e quentão... e porque não o samba, forró de rabeca, viola e violão?"



"E era tanta criança brincando na rua que até fez a lua, nova e inquieta, levada da breca, brincar de esconde, não se sabe por onde."






"Vespa de São João, junina é a Festa, o que mesmo nos resta é sambar nesse chão. Obrigado ao forró de Rabeca do Rafa, São Francisco do Conde, um povo de raça que tem na viola, gogó sem cachaça e a remandiola de Milton, Zé Jorge de Paulo e Lindaura".



Agradecemos muito a todos da Casa Mestre Ananias que, desde o início do mês de junho, preparam carinhosamente a IX Festa Junias e no dia se entregam para receber a todos. Mais uma ação do movimento "São Paulo é Bahia Viva" dos Pontos de Cultura Municipal.

fotos Zé Amaral

domingo, 18 de junho de 2017

IX FESTA JUNIAS

Xilogravura e arte do cartaz RAFA DA RABECA
Nossa Festa Junias de 2017 marca o novo tempo da Casa Mestre Ananias. Conforme as tradições desse festejo, simbolizando o agradecimento pelas boas colheitas, aqui o sentido de gratidão se mantém e seu legado Mestre Ananias, será respeitado à sua moda: em Festa!
.
E por aqui é Festa o mês todo, os pequenos começaram junho enfeitando a Casa e os grandes foram no embalo. É paçoca de pilão durante as aulas, canjica no dia de Roda e os Naníacos (nossa cia de teatro) se preparando para o casamento na nossa roça urbana. Segura o rojão em homenagem a São João!

E como São Paulo é Bahia Viva, além da Acabocaria com o Forró de Rabeca pernambucano, a roda de Coco e a Quadrilha Junina, nossos parceiros Peneira e Sonhador na embolada, Diga aí Bahia quem vem do Recôncavo Baiano?


Irmãos Zé e Jorge de Paulo

O Violeiro Milton Primo acompanha os irmãos Zé e Jorge de Paulo e Lindaura, mestres(a) sambadores (eira) de São Francisco do Conde/BA. 


Dona Lindaura 

Dona Lindaura aos 75 anos é fundadora do mais antigo grupo (formal) de Samba de Roda no Recôncavo, o "Samba Chula Filhos da Pitangueira" de São Francisco do Conde, com 50 anos de existência.  

Pensa em uma Festa que não se faz mais, pensou!?

Pronto... se enganou porque fazer festa junto, tocar música à moda antiga, comer pamonha, pipoca, quentão e outras modas aqui na Casa Mestre Ananias não é novidade!

Viva Santo Antônio, São João e São Pedro e obrigado Mestre Ananias!


sexta-feira, 16 de junho de 2017

CINENIAS - NOS CAMINHOS DO COCO

Rafa da Rabeca - Acabocaria
E abrindo o ciclo junino na Casa Mestre Ananias nosso professor de artes, Rafa da Rabeca, reativou o "Cinenias" com a exibição de um belo filme Caminhos do Coco. Filme produzido pelo coletivo Ganzá, obrigado Kelly Santos e Juliana Amorim pela ação na Casa.



A criançada da Casa Mestre Ananias, atenta, pode experimentar um pouco mais do nosso nordeste. Passam a dividir conosco o reconhecimento desses Mestres tão familiares, onde nasceram ou onde vivem seus avós. São sim criançada... seus familiares guardam saberes valiosos e aqui são enaltecidos.











E enquanto os mais velhos conversavam sobre o filme perderam a paciência e no andar de cima estavam prontas pra dar o recado... só que dançando!





E claro que tudo terminou em coco, caímos na Roda entre grande e pequenos e sabe por que?

São Paulo é Nordeste vivo!



fotos Gabriel Borba 

segunda-feira, 15 de maio de 2017

CAMPANHA CASA MESTRE ANANIAS VIVA!


Na Festa de 10 anos da Casa Mestre Ananias, realizada dia 07 de maio, foi lançada a Campanha de Financiamento Coletivo crowdfunding) pela Benfeitoria Casa Mestre Ananias Viva!



Um momento de fazer valer o legado de Mestre Ananias e a permanência das Rodas Semanais de Capoeira, das Festas anuais e dos projetos sócio educacionais da sua Casa, onde se manteve acessível nos seus últimos 10 anos de vida.

Uma Campanha onde todos ganham: quem contribui recebe uma recompensa. Entre vivências de Capoeira, Samba de Roda, berimbaus e apresentações, o prêmio mais esperado é o 1º CD ao vivo das Rodas da Casa Mestre Ananias.

Os últimos registros do nosso Mestre no seu dia a dia. Um jeito singular que, além de fortalecer nossa identidade, resguardou segredos da musicalidade para o mundo inteiro. Durante 2 anos foram mais de 20 mil minutos gravados e selecionados para a posteridade em um CD cheio de verdade. 

Também estão gravados alguns daqueles que fazem parte e continuam essa história. 

Um registro fundamental para a compreensão da Capoeira, bem como a continuidade dessa Casa que abriga as novas gerações e preza por um processo comunitário em suas ações.

É uma campanha feita em parceria com a Benfeitoria (plataforma especializada de crowdfunding) que preza pela transparência do processo. Buscamos arrecadação para manter a Casa durante o ano de 2018 e é tudo ou nada. Somente se atingirmos a 1ª meta poderemos usar a verba arrecadada, caso contrário devolveremos o dinheiro.

Conheçam o funcionamento e participem, somos uma família só e podemos caminhar juntos. 



Fica nosso respeito e gratidão ao Mestre Manteguinha que veio da Ilha de Itaparica / BA pelo movimento "Garoa do Recôncavo - São Paulo é Bahia Viva" dos Pontos de Cultura para nossa Festa de 10 anos. Também agradecemos ao Samba Sem Vintém e toda comunidade da Capoeira pela presença.